...

Resta esta história que conto, você ainda está me ouvindo?

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

"Se não gostar de ler, como vai gostar de escrever? Ou escreva então para destruir o texto, mas alimente-se. Fartamente. Depois vomite. Pra mim, e isso pode ser muito pessoal, escrever é enfiar um dedo na garganta. Depois, claro, você peneira essa gosma, amolda-a, transforma. Pode sair até uma flor. Mas o momento decisivo é o dedo na garganta ..." Caio Fernando Abreu

Nenhum comentário: